zeluisbraga

Tipo assim com certeza…

Posted on: sábado, 24 janeiro, 2009

Tipassim, com certeza...

Tipassim, com certeza...

Flagrantes  1:  O senhor aproveitou a queda no IPI dos carros de passeio e comprou um carro novo? –Com certeza!!; Seu celular tem bluetooth? –Com certeza!!; Tomando um sorvete para refrescar um pouco? –Com certeza!!;  Você foi atropelado por esse carro? –Com certeza!!

Flagrantes 2: O programador utiliza um framework, tipo assim tipo JavaFaces…;  Tipo assim a empresa implanta um tipo assim software de gestão tipo integrada, tipo assim um SAP/R3…; A questão da responsabilidade social tipassim está afetando tipassim a reação do consumidor, tipsim que tipo prefere consumir produtos de empresas tipsi compromissadas com a sustentabilidade…

Flagrantes 3: Vamos estar transferindo o senhor para um de nossos atendentes; Para estar adquirindo um de nossos planos, vamos estar solicitando alguns dados pessoais, mas somente se o senhor estiver concordando…;

Flagrantes 4: Vamos estar transferindo o senhor para  tipo assim um de nossos tipo atendentes, o senhor vai estar concordando? –Com certeza!!

Gente, mas o quequeilson (trad.: o que é isso…)? Cadê (trad.: o que é de…) a nossa lingua? O Flagrantes 1  eu peguei em programas jornalisticos na TV, e fui anotando mentalmente para trazer para uma postagem aqui no blog. O Flagrantes 2 eu peguei em sala de aula, em seminários das minhas disciplinas feitos pelos alunos. Em particular, percebi que o tipo assim está passando por um processo de contração e sendo substituido aos poucos pelas formas mais chiques tipassim, tipsim,  tipsi (as duas últimas aprendi essas com meu  aluno T…..). O Flagrantes 3 já é manjado, é o mau uso do gerúndio da conjugação verbal da nossa língua,  popularmente denominado gerundismo, preferido por 10 entre 10 atendentes de call-centers e por gravações de atendimento 0800  e que,  felizmente, depois de levar tanta cacetada, caiu em desuso e hoje somente é usado por quem acabou de chegar ou por dinossauros… Finalmente, o Flagrantes 4 é invenção minha, mas já estamos chegando lá, em breve vamos ter que ouvir frases completamente absurdas e desprovidas de qualquer significado, como essa ai.

Sinceramente, o que vocês acham disso tudo? Como é que essas aberrações da nossa língua surgem e são adotadas pela nossa população de jovens principalmente? Como é que se espalham? Como ocorrem os desmembramentos, contrações e reagrupamentos? Aguardem, em breve voltarei ao assunto com uma postagem exclusiva sobre esse assunto de difusão social.

About these ads

7 Respostas to "Tipo assim com certeza…"

Conheço um caso engraçado sobre este assunto Zé.
Uma conhecida da minha cidade recebeu em sua casa uma americana que estava aprendendo português. Fazendo café, a conhecida disse para americana que ajudava no preparo a seguinte frase:
“Pó pô pó.”
A americana não entendeu coisa alguma. A tradução da frase afetada pelo “mineirês”
é “Pode por pó”. :)
Onde vai parar nossa comunicação?
t+…

Fala Zé…Realmente está difícil de entender o que essa nova geração fala (e pior ainda, o que eles escrevem)

Esse “tipo assim” não creio que seja segredo algum Zé.
“Tipo assim”, é utilizada a qualquer momento nas frases para contornar uma deficiência do orador, alguma dificuldade que este tenha de se expressar, para substituir alguma palavra, expressão ou simplesmente para conseguir um pequeno intervalo de tempo enquanto a frase é melhor formulada.

Boa desculpa, Ronoel… mas o que eu tenho visto não é nada disto, as pessoas usam esses termos por vício mesmo, porque não têm as palavras certas na bagagem, ou porque o vocabulário que conhecem é muito restrito. Resultado da falta de boas leituras, excesso de televisão, jogos, Java, PHP, MySQL…

Acredito que os vícios, gírias e palavrões são fortalecidos por contágio cíclico. E os mais fortes vícios são os que se encaixam em mais situações. Por seleção natural alguns podem ser até encorporados ao idioma.

Mas eu estarei concordando que falar tipo assim o tempo todo pode até fazer ocê entender, mas tipo assim, é chato, né? Com certeza!

Acho que no do “tipo assim” eu estava na aula…
É meio estranho mesmo pra quem está ouvindo…
Acho que devemos prestar mas atençaõ no que falamos, para tentar corrigir.
Abraçao Zé!

Tinha que ter um pra falar do regionalismo mineiro! Apoxto que é carioca exxxperto, né mermo? hehehehehe
No papo do dia a dia, nada melhor que abreviar tudo com esses regionalismos, “cê num acha, Zé”? =)
Brincadeiras a parte, acho que realmente falta vocabulário. Falta leitura de qualidade, um ambiente favorável para se familiarizar com a fala correta, e obviamente um pouco de bom senso. O ambiente acadêmico acredito que seja favorável. Agora interesse por leitura e noção de ridículo, isso aí vem lá de trás…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.173 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: