Empreendedorismo, infância e adolescência

É possível falar de empreendedorismo na infância e na adolescência? Quando o assunto é empreendedorismo, não é comum que as pessoas pensem em crianças ou em adolescentes, mas sim em adultos que já estão inseridos ou que estão buscando se inserir no mercado de trabalho. No nosso cotidiano, o significado de empreendedorismo está mais ligado à criação de empresas, o que é uma visão limitada. Segundo o professor Fernando Dolabela, um visionário inovador responsável pela criação e implantação de um programa de ensino de empreendedorismo que começa na educação básica e vai até ao nível universitário, “empreendedorismo é uma forma de ser e não de fazer, e está ligado à relação que a pessoa estabelece com o mundo”. O conceito se aplica a qualquer atividade humana, e envolve criatividade, intuição, sonho e, principalmente, realização do sonho.

No passado recente, as crianças eram criadas em ambientes que as incentivavam a pensar, a criar, a aprenderem sozinhas o que lhes interessava e até mesmo a buscar soluções diante de situações inusitados. A mídia era menos agressiva, mais informativa e a música popular encantava e envolvia boa parte das pessoas. Crianças e adolescentes se transformavam em adultos mais criativos, mais intuitivos e com a capacidade de sonhar sem ter medo de buscar a realização do sonho. Nos tempos atuais são tantas as tecnologias disponíveis, funcionando como próteses físicas ou lógicas, que até o ato de pensar está ficando esquecido. Internet banda larga, smartphones, notebooks, palmtops, Google, Orkut, MySpace, Xbox e mundos virtuais como o SecondLife passaram a fazer parte do cotidiano dos jovens e adolescentes. Pensar e planejar uma carreira ou um futuro exigem tanta energia, que chegam a ficar em segundo plano. Definir o caminho profissional passa a ser um momento de angústia. Buscar a realização de um sonho, nesse momento de escolha, é quase uma utopia. Aliás, que sonho?

Nessa realidade crianças e adolescentes vão sendo formados sem desenvolver potenciais relativos à construção do futuro, realização, protagonismo, criatividade, perseverança, cooperação e sensibilidade dentre outros tantos sentimentos e aspirações que a educação empreendedora busca resgatar e despertar. Despertar o potencial criativo que existe em cada criança e em cada adolescente, incentivá-los a sonhar e, principalmente, a buscar alternativas e possibilidades de concretização dos sonhos, além de incentivá-los a ler, escrever, a se conhecerem cada vez melhor e a buscarem conhecer de perto o que realmente lhes interessa são desafios da educação voltada para o empreendedorismo. Neste contexto, de acordo com o professor Fernando Dolabela, aquela velha pergunta feita pelos pais, tios e avós sobre “o que você vai ser quando crescer?” deve ser substituída por “qual é o seu sonho?”.

(em parceria com Clarissa Daguer Braga, Psicóloga)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Publicado em Empreendedorismo, Parcerias
2 comentários em “Empreendedorismo, infância e adolescência
  1. André Castro disse:

    Ola Zé muito importante sua colocação sobre o empreendedorismo na Educação Infantil. Mostrando à minha esposa (Doutorando na área pela UFF) acha que cabe até um artigo em um congresso da área como é o caso da ANPED.

  2. Alexandra Queiroz disse:

    Gostei,pois o artigos está claro e objetivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: