Incentivando boas idéias

Postei em 19/11/2006 o tema Destruindo boas idéias, que tinha acabado de ler no blog do Scott Berkun (Idea Killers). Em um de seus posts seguintes, ele mandou Incentivando boas idéias (Idea Growers), que vou comentar brevemente. As idéias são geradas via um processo criativo e precisam de incentivos (moral, financeiro, ambiental, etc.) para serem implantadas. O processo tem duas fases, pelo menos: fase criativa e fase racional. Na primeira as idéias brotam depois de um tempo de maturação, e na segunda passa-se à ação com a implantação da idéia.

Muitas vezes, ótimas idéias são destruidas no nascedouro por falta de incentivo para irem adiante. Esse estímulo pode vir de diversas fontes, indo desde palavras de encorajamento até apoio material ou espiritual. As frases seguintes expressam apoio a novas idéias: -grande idéia, vá em frente; -o que você precisa para fazer isto funcionar?; -de que maneira eu posso ajudar?; -de que tipo de apoio você precisa?; -quanto tempo você precisa para botar a idéia no papel?; -ótimo, vamos construir um protótipo e ver como fica; -isso é melhor que sexo…??; -aqui estão um cheque em branco e a sala para você trabalhar; -pare com o que você está fazendo e concentre-se nessa idéia; -o que deve mudar para que a idéia vá adiante? e várias outras, fiquem à vontade para alterar a lista.

Uma questão interessante sobre esse assunto é a formulada por Peter Drucker, notadamente em seu livro (recomendo a leitura) Innovation and entrepreneurship: o que é necessário no ambiente organizacional para incentivar a inovação? isso tem relação com a estrutura ou ramo de atuação da empresa? A Sony é considerada um exemplo de empresa que incentiva a criatividade e a inovação entre seus funcionários, graças à visão de seus fundadores Akio Morita e Masaru Ibuka (leiam artigo da revista Time). Muitos dos produtos da empresa que foram e são sucesso de mercado foram criados por funcionários da empresa, que passaram a ter participação no lucro das vendas do produto. E nós que nos consideramos muito criativos, como ficamos? o que é que falta para estarmos na frente com relação à inovação?

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Publicado em Carreira, Empreendedorismo
Um comentário em “Incentivando boas idéias
  1. Marcílio disse:

    Oi Zé,
    ótimo tema! Em ambientes de inovação, a cultura e o incentivo à liberdade de criação é vital.
    Estas frases de incentivo citadas por você, apesar de simples, podem fazer a diferença no surgimento de diferenciais (inclusive competitivos) através da inovação aplicada, seja em produtos, projetos ou processos. A capacidade inventiva nós temos, talvez falte patrocínio executivo e foco/lapidação (que poderíamos considerar como fase racional).
    No nosso laboratório de inovação esta preocupação é contínua, e os resultados têm sido gratificantes.

    Enfim, a fórmula “inovação + foco + patrocínio” certamente gera ótimos frutos, mesmo que sejam colhidos um pouco mais adiante do que gostaríamos.

    abraços
    -Marcílio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: