Universidade Nova

Está em curso no MEC-Ministério da Educação o projeto, em discussão na sociedade e na comunidade acadêmica, da Universidade Nova. A proposta em sua forma atual surgiu na UFBa-Universidade Federal da Bahia, e é fortemente, embora não exclusivamente, baseada nas idéias do educador Anísio Teixeira (1900-1971). A ASPUV, nossa associação de professores da UFV, promoveu em 01/06/2007 um seminário sobre o assunto, que é polêmico e desperta paixões e ódios, como acontece com todo projeto que pretende mudar estruturas enraizadas, provocando mudança cultural.

Em essência, a proposta introduz o conceito dos Bacharelados Interdisciplinares (BI), para propiciarem formação universitária geral, uma pré-graduação que antecederá a formação profissional de graduação e a formação científica da pós-graduação. O BI terá duração de três anos, abrangendo matérias em grandes áreas de conhecimento, como Humanidades, Artes, Ciências (da matéria, da vida, da saúde, da sociedade e sociais aplicadas), e Tecnologias. Propõe-se que o currículo do BI possa ser formado por quatro componentes: formação geral obrigatória; formação diferencial (optativas); formação profissional; além de cursos paralelos como língua e cultura brasileiras e língua estrangeira moderna.

Terminado o BI, o aluno pode ir para o mercado de trabalho com diploma de bacharel em área geral de conhecimento: Artes, Humanidades, Ciências, Tecnologias. Se a intenção do aluno for prosseguir nos estudos, poderá optar por algumas opções, sendo selecionado para essa nova etapa pelo seu desempenho em avaliação continuada durante o BI ou por exames de seleção (nosso vestibular atual). As opções de continuação propostas são: -docência, seguindo uma licenciatura em Matemática, Fisica, Quimica e outras, duração de 1 a 2 anos; -profissionalizante, em que seguirá para Arquitetura, Direito, Engenharias, Economia, Administração, Medicina, etc., com duração entre 2 e 5 anos; -eventualmente, alunos com excepcional talento e desempenho, se aprovados em processos seletivos específicos, poderão ingressar em programas de pós-graduação.

Sem dúvida o nosso sistema de ensino universitário público carece de uma mudança, precisa modernizar-se para oferecer à sociedade currículos e carreiras compatíveis com as exigências do mundo atual e do mercado de trabalho. O que implica em flexibilidade e adaptabilidade, que hoje não temos de maneira satisfatória. Também o enorme contingente de jovens que não consegue entrar no curso superior após terminar o secundário, por falta de vagas, é um problema social gravissimo e que só piora com o passar do tempo. Certamente a solução não é apenas aumentar indiscriminadamente o lado material (professores, salas de aula e o número de vagas). Temos que tirar proveito da tecnologia da informação e comunicações que estão aí, à nossa disposição, para servirem de base tecnológica a novas idéias e soluções.

Inicialmente a proposta atinge apenas as universidades públicas, e tem como um dos objetivos aumentar substancialmente o número de vagas nessas instituições, utilizando o ensino a distância para suprir deficiências de infra-estrutura física. A grande demanda no Brasil continua sendo por cursos em universidades públicas, pois raros conseguem pagar seus estudos em escolas particulares. O projeto é polêmico, tem aspectos positivos e  aspectos negativos. Informem-se, discutam e criem sua própria opinião, as informações estão disponíveis e o debate aberto. Essa é a melhor arma contra a ignorância e o obscurantismo.

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Publicado em Educação, Social

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: