Carreira e as habilidades múltiplas

Um dos blogs que gosto de ler é o Blog do Dilbert, mantido pelo seu criador Scott Adams. Recentemente, li uma postagem que achei que vale a pena comentar aqui no blog. O autor, Scott Adams, é formado em Economia, tem um MBA, trabalhou em um banco e depois em uma companhia telefônica, e então se transformou em cartunista, lançando o Dilbert que teve e tem sucesso enorme.

Um caminho para ter uma vida profissional mediana é simples: basta evitar os problemas que porventura possam surgir, ser um aluno de médio para cima, procurar os empregos que lhe satisfaçam, e levar uma vida mediana e satisfatória. Mas, se seu desejo é algo mais emocionante, há dois caminhos que podem ser seguidos: -seja o melhor em uma atividade específica ou -seja muito bom, entre os 25% melhores, em duas ou mais atividades. A primeira estratégia, segundo ele, é a mais dificil chegando a uma quase impossibilidade, pois nem todo mundo chega a jogador na NBA ou ganha discos de platina pelo sucesso nas vendas de algum álbum de música. A segunda estratégia é um pouco mais fácil, pois todo mundo tem algumas áreas de interesse em que consegue ficar entre os 25% melhores com algum esforço. O exemplo é o do próprio Scott Adams, que aliou uma habilidade acima da média para desenhar cartuns, com um senso de humor também acima da média e com o seu conhecimento em economia e administração, resultando dessa combinação o Dilbert e seu enorme sucesso.

Uma habilidade que ele sugere que seja trabalhada é a de falar em público com perfeição e domínio, o que pode ser alcançado por qualquer um através da prática. Se você aliar esse talento a outro, certamente vai ocupar posição de liderança com mais facilidade. Outra dica interessante é você se graduar também em alguma área da Administração depois de formado em Engenharia, Direito ou Medicina, o que pode fazer toda a diferença, que de repente vai deixar você em posição de liderança se você souber aproveitar bem a combinação das duas ou mais áreas.

Essa sugestão, claro, pode não funcionar para todo mundo, pois exige esforço adicional de tempo e $$$. Mas sem esforço, não há como subir escada nenhuma. Reflitam, o caminho para o sucesso profissional pode ser mais simples do que parece à primeira vista.

(leiam a postagem original aqui)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Publicado em Carreira
4 comentários em “Carreira e as habilidades múltiplas
  1. railer disse:

    oi zé luis,
    gostei do texto. eu tive uma melhora no trabalho depois que comecei a fazer meu mba na espm (escola superior de propaganda e marketing). agora em setembro eu termino o curso de comunicação com o mercado. confesso que demorei um tempo pra tomar essa atitude, de procurar algo fora da área técnica, mas hoje eu posso dizer que foi (está sendo) um ótimo investimento.
    os primeiros módulos foram todos de administração e depois é que entramos mais na parte de especialização em comunicação.
    aliando qualidades que eu já tinha (meu lado comunicativo e facilidade de relacionamento com as pessoas) com meu conhecimento técnico, eu consegui deixar de executar tarefas de desenvolvimento de código para assumir o posto de coordenação de duas fábricas de software que minha empresa contratou, além de outras atividades gerenciais. e posso dizer que me destaquei muito mais do que o tempo em que fiquei programando.

  2. Francisco Leonardo Gazzola disse:

    Olá Prof. Zé Luis,

    muito bom o texto. Contudo, ressalto o seguinte detalhe sobre a interessante teoria dos 25% : a intersecção a ser encontrada nas áreas que fazem parte dos 25%. O conselho de cursar Administração ou ciências afins é válido, contudo o insight ( estalo, tchan, lâmpada acima da cabeça ou o que quer que seja ! ) está em criar ou encontrar o encadeamento dessas áreas. Acredito que está aí o diferencial competitivo que coloca alguém dentro dos 25% em relação aos demais. Na verdade, é aí que estão as inovações, novos modelos de negócio.

    Isso ficou um pouco mais evidente para mim ao cursar a disciplina Arquitetura da Informação, ministrada pelo prof. Lima-Marques, na pós-graduação em Inteligência Organizacional – UnB, em momentos de crítica a modelos clássicos da Ciência Computação como E-R e OO sob outros pontos de vista.

    Confesso que é um esforço danado fazer suco de banana. Vai ter gente adicionando água, laranja ou até leite e chamando aquilo de suco. Ou seja, não será um verdadeiro suco de banana, ou ainda, será algo horrível. Mas se algum dia alguém conseguir, com certeza será um interessante novo produto.

    Viva a interdisciplinariedade.

    []´s Chico

  3. Alo, Chico. Tem toda razão no seu comentário. Mas o Berkun mostra um caminho genérico, baseado na experiência dele, e Administração cruza bem com qualquer área. Sem dúvida, cada um tem que achar sua própria interseção, aí reside a beleza da interdisciplinaridade. Lembre-se de que no ER, a riqueza do conhecimento está nos relacionamentos, e não nas entidades. Abraco, zeluis

  4. Alo, Chico. Tem toda razão no seu comentário. Mas o Berkun mostra um caminho genérico, baseado na experiência dele, e Administração cruza bem com qualquer área. Sem dúvida, cada um tem que achar sua própria interseção, aí reside a beleza da interdisciplinaridade. Lembre-se de que no ER, a riqueza do conhecimento está nos relacionamentos, e não nas entidades. Abraco, zeluis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: