Disco de vinil de volta ao mercado?

Toca discos

Lendo a revista EXAME  edição 955, topei com o artigo A volta do vinil, que me chamou atenção de cara, pois eu sou um dos órfãos dos discos de vinil, as famosas bolachas ou LP (do inglês Long Playing), há um bom tempo tiradas do mercado pelos CDs. Menores, maior capacidade de armazenamento, mais fáceis de armazenar e de copiar, muito mais práticos que as antigas bolachas, os CDs cairam no gosto popular e tomaram o mercado.  Mas, sabidamente, para quem gosta de um som refinado, o CD deixa a desejar quanto à qualidade do som. Os discos de vinil têm qualidade superior, podendo atingir maior fidelidade de reprodução, se tiverem sido produzidos a partir de matrizes de alta fidelidade, com um processo de prensagem de qualidade, e  se estivermos usando um toca-discos de ótima qualidade. Que eram carissimos, exigindo muito cuidado na instalação, equilibrio, proteção contra vibrações do ambiente, etc., para reproduzirem o som esperado.

Mas não é que o mercado de discos de vinil não se extinguiu, ao contrário, sobreviveu bravamente no mundo todo? E no Brasil, a gravadora Polysom (Rio de Janeiro), fechada em 2008, está se preparando para voltar ao mercado produzindo 30000 LPs por mes!! O mercado de toca-discos continua aquecido, acho que nunca desacelerou, pois os DJs usam esses equipamentos para produzirem os sons malucos nas festas. Segundo a reportagem, os preços desses equipamentos, como o da imagem acima, vão de R$1.200,00 a R$580.000,00 (isso mesmo, 580.ooo reais, uma fortuna…) Existe até uma versão de toca-discos que não usa agulha física, mas sim um feixe de laser em seu lugar, obtendo uma qualidade de reprodução melhor, com maior fidelidade (R$38.000,00)

Pensando do ponto de vista tecnológico e prático, esse retorno ao passado não tem sentido nenhum do ponto de vista de mercado de massa. O LP não tem a menor chance de voltar a ocupar algum lugar de destaque no gosto popular, já está superado tecnologicamente e devidamente enterrado. O que certamente está acontecendo é que um mercado muito refinado de audiófilos que tem grana para gastar em LPs e toca-discos de alta qualidade deixou de ser atendido nas suas exigências pelos formatos digitais compactados (mp3 e outros)  e pelo CD como midia. Para o consumidor comum, não faz diferença ouvir um rock pesado, samba, pagode e etc. num tocador de CD comum ou num LP desses mais caros. Quer dizer, faz uma enorme diferença no bolso, claro…

Meus 500 LPs continuam guardados lá em casa, e meu toca-discos GA312 da Phillips continua intacto, com umas três agulhas de reposição bem guardadas, para o caso remoto de eu algum dia querer voltar a ouvi-los com a qualidade de som que vão proporcionar. Enquanto essa vontade não vem, continuo mesmo com os CDs, mp3, são muito mais práticos…

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com: ,
Publicado em Musica, Tecnologia
9 comentários em “Disco de vinil de volta ao mercado?
  1. Leandro Rodrigues disse:

    Gostaria de ressaltar também a importância dos encartes, pôsteres gigantes e o prazer de tirar uma bolacha do pacote e ler a embalagem enquanto é consumido (ou consumado).

  2. Renato Pinto de Almeida Neto disse:

    Olá! eu sei que não tem nada haver com essa postagem, mas…..Dia 13/12 é a data do meu aniversário. E sabe o que eu ganhei de “presente” logo pela manhã? Uma pedra de 5mm no uréter…….Resultado: Aniversário no hospital sentido a pior dor mundo (que eu nem sabia o que era isso). O que me alivia é que agente só faz 30 anos uma vez na vida rsrsrs Agora acabei de sair do hospital e pesquisando ví o teu site. ….enquanto tomo litros e litros de agua na esperança de que isso saia logo e as dores parem………
    Abraxx

    • Olá, Renato. Pois é, isso é um peso danado, e tem muito mais gente com problema de cálculo renal do que a gente imagina. Eu já estou acostumado, de tantas que já tive e tantas que já extraí, felizmente a medicina avançou muito e tudo é muito simples. Boa sorte ai com os cálculos, continua tomando muita água.

  3. Renato Pinto de Almeida Neto disse:

    Ok…Passei mais uma noite no hospital, mas hoje coloquei as desgraçadas pra fora. Por indicação do um amigo aqui do campus que tem esse problema, eu tomei Rowatinex. Ele me disse que depois de dois ou tres dias tomando, esse remédio faz com que as pedras “derretam” e ainda aumenta o fluxo urinário. Foi exatamente o que aconteceu. Saiu uma pequena pedra inteira e outras que derreteram parecendo areia….Ele toma uma cx desse remédio a cada 6 meses e nunca mais precisou fazer cirurgia. Se vc tiver afim de comprar o remédio e tiver dificuldade de encontrar, como eu moro em Guajará Mirim RO, na fronteira com a Bolívia eu comprei o meu fácil e posso dar um jeito de mandar pra vc!
    Ah, eu ví que vc é professor….Eu tb sou ….Leciono sociologia e ciência política aqui na federal de RO.
    Se vc precisar pode entrar em contato pelo e-mail.
    Abraxx

  4. CARLOS BORGES disse:

    OI PESSOAL, EU FUI AS COMPRAS ESTA SEMANA NA VELHA SANTA IFIGÊNIA E COMPREI UM TOCA DISCOS STANTON T-92 USB POR R$ 1480,00 , ELE É FANTASTICO, NÃO SÓ PELA BELEZA MAS TAMBÉM PELOS RECURSOS QUE ELE POSSUI COMO TOCAR EM 78 RPM E PODER PASSAR ISTO PARA O PC DE FORMA BEM SIMPLES.
    EU COMPREI NA CATODI ( CASA DOS TOCA DISCOS ) UMA LOJA MUITO BACANA QUE TEM 50 ANOS OU MAIS , COM UM PESSOAL QUE SABE ATENDER A GENTE , ELES TESTARAM TUDO NA MINHA FRENTE NO BALCÃO. O NÚMERO LÁ É 398 E O FONE É 11- 3221-3945.

  5. é uma boa, a tal volta, mp3´s corrompem, cds oxidam….restam os vinis que são eternos!!!

  6. Túlio Cícero C. de Souza disse:

    Eu não concordo com o Jose Luis Braga que o disco de vinil esteja enterrado pra quem gosta de porcaria as mídias de CD e DVD é um prato cheio não duram, nada arranham por qualquer coisa descascam furam até com as digitais travam se tiver um pozinho foi a pior porcaria que inventaram se tu quiseres uma boa mídia tu pagas caro sim e e no mercado atual só tem porcaria que muitas dessas mídias nem gravam é uma pirataria sem precedentes e amigo, se não fosse essa pirataria credinho custaria muito caro um CD ou DVD eu sou fan do vinil não é questão de caber no bolso se não da pra comprar muitos compra um ou dois por mês e assim tu vais adquirindo.

    • prezado túlio, você faz parte do seleto grupo de consumidores que sabe o valor que tem um disco de vinil. e é nesse grupo que as gravadoras estão mirando, já é possível encontrar discos de vinil novos, lançamentos, nas lojas virtuais ou reais. eu tenho muitos discos, mas sinceramente, mesmo perdendo em qualidade de som, prefiro os streams de música pela internet, rádio na web. abraço,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: