Bicicletas vão salvar o planeta

 

bik.e

Estas duas fotos me deixaram animado, mais uma vez, com a idéia de que as bicicletas vão, finalmente, ser encaradas seriamente como solução de fato para nossas idas e vindas em curtas distâncias. O modelo acima é um protótipo criado pela Volkswagen e, se vocês repararem bem nas formas, ela é dobrável e pode ser colocada no lugar do pneu estepe nos carros. Reparem que estou falando “pode”, pois dado o tamanho da bike dobrada, ela pode perfeitamente ser levada em qualquer lugar do carro (reportagem original do EcoGeek).

Uma solução criativa, e que de quebra ainda resolve um outro problema: o carro pode ser usado até um certo ponto do nosso trajeto diário, e a locomoção local pode ser toda feita utilizando as magrelas. Usou, dobra, põe numa sacola, leva para o local de trabalho, sai para o almoço monta de novo, dobra de novo, e vamos por ai afora, até o final do dia, quando ela volta para o carro e dai de volta para casa. Interessante é que os ônibus urbanos lá em Gainesville-Florida têm há anos (pelo menos 11 anos) um porta-bike na parte da frente, onde podem ser colocadas até quatro bicicletas. E essa facilidade é muito usada pelos estudantes da University of Florida, a bike vai no ônibus, e usa-se a bike para circular pelo campus (que é muito grande).

Paises mais avançados em sustentabilidade estão adotando soluções utilizando bicicletas como um dos modais de transporte urbano. Exemplos pipocam todos os dias, e até aqui no Brasil algumas cidades estão encarando o enorme desafio de criar uma cultura favorável a essa mudança de mentalidade. Um exemplo muito bom é o da Irlanda, o governo incentiva a compra e o uso de bikes pelos cidadãos, descontos enormes e a prestação da bike vem descontada no contracheque no final do mes se o cidadão assim preferir.

Infelizmente, soluções óbvias e baratas demoram para pegar. Aqui em Viçosa, por exemplo, cidade entupida de estudantes e onde tudo é mais ou menos perto, o que continua funcionando  é o transporte por carro, naturalmente cada um no seu carro. Transporte urbano ruim, linhas e horários insuficientes, e uma topografia que poderia ser muito bem aproveitada para uso de bicicletas por todos. E o que vemos? ruas entupidas de carros, pedestres aos montes andando no meio da rua e, pior ainda, bicicletas sendo empurradas por seus usuários nas calçadas, disputando espaço exiguo (no máximo três pedestres alinhados) com os pedestres. Porque a rua, claro, é dos carros. É mole?

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com: , ,
Publicado em Social, Sustentabilidade, Tecnologia
4 comentários em “Bicicletas vão salvar o planeta
  1. Eu espero que as bicicletas peguem por aqui(Rio Paranaíba-MG) assim que o campus se mudar para um local mais próximo à cidade. Tem tudo para funcionar!!

  2. railer disse:

    concordo contigo, zé. a bicicleta lá fora tem muito mais aceitação. em milão elas inclusive são muito bem respeitadas pelos motoristas.
    viçosa sempre teve problema com o trânsito e imagino que, com o passar dos anos, a coisa realmente esteja pior. muita gente não quer abrir mão do conforto pra pedalar.

  3. Luís Felipe disse:

    Show de Bola José… tem um video de uma garagem de Bike na Austrália… http://www.youtube.com/watch?v=yG_ck1XeNjM se tivessemos algo deste nível por aqui… tenho certeza que os adeptos do “Bike To Work” seriam numerosos…
    Sofremos um pequeno “prejuízo” com o relevo… porém, algo que se acostuma!

  4. André disse:

    A bicicleta é realmente uma alternativa muito importante para a “bagunça” que é o transito em viçosa, só discordo de você quando diz que “uma topografia que poderia ser muito bem aproveitada para uso de bicicletas por todos”. Eu por exemplo moro no alto de um morro gisgantesto, fica inviável eu me locomover de bicicleta. Para quem mora no centro, próximo a igreja santa rita (grande parte dos estudantes), a idéia de adotar bike é interessante, porque o trajeto até a universidade é praticamente plano, mas para quem mora no morro é complicado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: