A cabeça de Steve Jobs

Steve Jobs

Essa foi a melhor leitura das férias, sem sombra de dúvida. Ganhei esse livro de presente de meus alunos da última diretoria da NoBugs, Empresa Júnior do Curso de Computação da UFV. Trabalhei junto com eles na implantação de partes do processo mpsBR na empresa, foi uma experiência de sucesso que continua. O título do livro é meio esquisito para o meu gosto, vejam o título em inglês Inside Steve’s Brain,  que é diferente, talvez o título em português seja menos atrativo à primeira vista.

Bom, mas o que interessa mesmo é o conteúdo do livro, e lá vamos nós. Confesso que tenho preconceito desse tipo de livro, já gastei muito tempo lendo livros com títulos semelhantes, que não me acrescentaram nada a não ser a vontade imensa de sumir com eles da minha estante. O que atrai no livro é que ele descreve aproximadamente, sob  o ponto de vista do autor Leander Kahney, o processo de criação praticado pelo Steve Jobs, e como a inovação flui da mente dele para os produtos que a Apple lança no mercado. E ai está a beleza do livro, leva a gente a entender melhor esse processo criativo, uma experiência que pode ser aproveitada por todos nós que de uma forma ou de outra, estamos ligados à criação que leva a inovação.

O capítulo que mais me agradou, mas que não pode e não deve ser lido isoladamente, é o capitulo 6: De onde vem a inovação? Ai aparece o usuário final como foco da criação de tudo o que se faz na Apple, o mercado da Apple não é o mercado corporativo (todo mundo percebe isso).  Porque o iPod agrada tanto? porque o fascinio com o iPhone? iPad? porque todo usuário consegue usar um iPhone facilmente e em muito pouco tempo adquire habilidades nunca antes sonhadas? porque as lojas da Apple têm aquele formato, que é um padrão para todas elas?  Inovação é um processo que persegue todas as empresas do mundo, pois é a inovação que faz a diferença e pode levar uma empresa a um sucesso estrondoso. Mas, pouca gente sabe lidar com a inovação e processos associados. Uma lição importante do livro e do capítulo 6 é que a inovação não pode ser planejada, ela aparece como consequência de ações precedentes, a inovação flui naturalmente. Reside ai a beleza da inovação, e este processo é belamente tratado no livro.

Selecionei algumas frases interessantes do livro que descrevem o estilo Steve Jobs, no final de cada capítulo aparecem várias: -Trabalhe; -Foco significa dizer “não”; -Gere alternativas e escolha a melhor; -Não tenha medo de começar do zero; -Evite o efeito Osborne (evite que um novo produto acabe com a vida de seu antecessor antes do tempo certo); -Design é função, e não forma; -Gere e teste (processo de geração e teste, muita prototipação); -Só estabeleça parcerias com atores nota 10 e demita os idiotas;  -Trabalhe em equipes pequenas; -Não perca o consumidor de vista; -Não pense conscientemente sobre inovação; -Roube (idéias de outros produtos e processos, faça remix); -Faça protótipos.

Postagens relacionadas: O efeito Medici; Pirataria, mudanças no capitalismo;   Pensar fora da caixa e a inovação e várias outras…

Atualização 05/10/2011, mensagem no sitio da Apple.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com: ,
Publicado em Dicas, Inovação, Livros
2 comentários em “A cabeça de Steve Jobs
  1. Lucas Vegi disse:

    Também já li o livro e gostei bastante Zé. Além de tudo isso que você falou, o que achei mais interessante no livro e ver como de fato as idéias e a forma de pensar do Jobs impactam diretamente na empresa como um todo…desde o processo criativo até na comercialização. A Apple acaba sendo meio que imagem e semelhança dele.

    Lendo o livro fica mais fácil de entender porque as ações de Apple desvalorizam tanto sob efeito de qualquer notícia a respeito da saúde do cara… Foi um contraste muito grande o período atual e inicial da Apple com o período em que ele esteve fora trabalhando em outros projetos.

  2. railer disse:

    quero ler este livro.
    as frases citadas são bacanas e muitas resumem os conceitos que regem uma startup. o cara é fera e a maneira como criou e gerencia a apple é fantástica, criando nas pessoas essa necessidade de terem os produtos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: