Emprestar e seus usos errados…

Tenho visto e ouvido o uso completamente errado do verbo emprestar. Segundo o Dicionário Aurélio, Emprestar é verbo transitivo direto, que significa confiar a alguém (certa soma em dinheiro, ou certa coisa), gratuitamente ou não, para que faça uso delas durante certo tempo, restituindo-se depois ao dono; ceder. Por exemplo: Emprestou larga quantia ao velho amigo; Aquele amor emprestou sentido à sua vida.  Até ai nenhuma novidade, qualquer um de nós que tenha estudado um pouco, sabe usar perfeitamente o verbo emprestar, embora possa até não gostar de emprestar nada para ninguém.

Mas, o que eu tenho lido e ouvido principalmente em telejornais e em textos jornalisticos, que deveriam  passar o português correto, é o uso do verbo emprestar no sentido contrário, como em Vou emprestar seu livro, pode ser?, no sentido de pegar alguma coisa emprestada com alguém, de tomar emprestado. Já cheguei até a discutir com alguns colegas que usam desta forma, mas infelizmente as pessoas não dão bola para a semântica e se acham no direito de usar as palavras como acharem melhor, ajudando a piorar e a corromper nossa língua. Em se tratando de pessoas com curso superior, alguns até com doutorado, é imperdoável. Olhando o dicionário Aurélio no verbo tomar, aparece o seguinte uso: Tomar emprestado, que significa pegar alguma coisa emprestada com alguém. Exatamente o significado que, pelo uso, estão dando também ao verbo emprestar.

Então, eu empresto meu livro a você. Mas, você não empresta meu livro, e sim, você toma meu livro emprestado.

Sou um crítico das regras da nossa língua, que considero dificil de aprender em relação a outras que conheço. Nossa língua tem um monte de armadilhas, aqui mesmo no blog já falei sobre uma delas na postagem Armadilhas da nossa lingua portuguesa. S, ss, z, ç, sc, acentos, tudo serve para confundir e nos transformar em ignorantes da nossa própria lingua, mas não por nossa opção, é porque é mesmo difícil, temos que ficar atentos o tempo todo. Mas, mesmo que eu critique e não goste, as regras da lingua são claras e estão disponiveis facilmente, não há o que reclamar, temos obrigação de usar corretamente.

Atualização 02/02/2017 – Sitio Gramatigalhas, com vários exemplos de como usar o termo.

Atualização 23/07/2011. Achei, neste artigo da revista Época, jornalista Paulo Moreira Leite, um exemplo do uso errado do verbo emprestar (aparentemente extraido de outro texto) para ilustrar a postagem. Olhem ai, “Entre 1924 e 1929, com o país devastado pela Primeira Guerra Mundial, a Republica de Weimar sobrevivia de crédito e chegou até a emprestar dos Estados Unidos aquele dinheiro que necessitava para pagar as…”

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com:
Publicado em Dicas, Educação
31 comentários em “Emprestar e seus usos errados…
  1. Deley disse:

    Muito bom Zé! Lembrei-me agora da primeira vez que fui “tomar emprestado” uns livros na biblioteca da Unicamp. A atendente me pediu para confirmar se eu iria “emprestar” somente aqueles livros ou outro mais. Na hora eu fiquei meio “congelado” sem entender a pergunta. Imagina, eu estava lá para pegar emprestado os livros e ela me pergunta se eu ia emprestar os livros. Hehehe. E quando eu a corrigi, dizendo “não, senhora, eu vou pegar emprestado”, ela me retornou um “engraçadinho, assina aqui”. Vejam só!
    E não para (que falta sinto do acento aqui) por ai. Esse erro ainda é, vamos dizer, “mais semântico”, mas e quanto à troca do “mas” pelo “mais”. Afff… Que tal um post sobre este também?! []’s, Deley.

  2. Que estranho. “Vou emprestar seu livro” pra mim significa que você vai emprestar o livro que eu te emprestei pra alguém, não que vai pegá-lo emprestado. Cada uma que me aparece…

    • hahahaha… mas é isso mesmo, emprestar é usado no sentido “possuidor >>>> quem toma emprestado”. Essa foi uma discussão que tive com um colega uma vez, ele me disse “zé, quero emprestar seu manual de Prolog”, e eu perguntei “vai emprestar para quem?” e ele não entendeu, e ainda ficou bravo… estávamos terminando o doutorado, nivel intelectual onde na minha concepção, é inaceitável qualquer deslize com a nossa combalida lingua portuguesa brasileira.

  3. railerer disse:

    sério que tem gente que fala assim? putz…
    empresta pra eles seu dicionário!

  4. Muito bom o seu post! Eu usava o verbo emprestar erroneamente oO
    Obrigada por ensinar-me!
    Apenas querendo ser uma colaboradora, seguem algumas observações:
    – jornalisticos – Cadê o acento agudo? 😉
    – Pergunto o mesmo nas seguintes palavras: dificil; lingua (aliás, parece que os termos “Língua Portuguesa” fazem parte de um título de um post – é importante que as letras iniciais dessas palavras sejam maiúsculas: http://www.pucrs.br/manualred/maiusculas.php); disponiveis; extraido…
    – Mas, (não há necessidade de vírgula aqui – este mau uso aparece em outros períodos) o que eu tenho lido e ouvido…
    Abraços

    • tem razão. eu normalmente faço um draft das postagens no próprio wordpress, muito rapidamente, e não me preocupo com a maioria dos acentos, deixo para depois. só que o depois acontece já no momento de publicar o post, e aí eu me esqueço de rever os acentos. volte sempre,

  5. Boa noite!
    Tomei a liberdade em postar um link com sua matéria na minha pagina “Dicas diárias de Português”. Se quiser conferir, segue o link:
    http://www.facebook.com/profile.php?id=100001336412860#!/pages/Dicas-di%C3%A1rias-de-Portugu%C3%AAs/273040079377116
    Você será muito bem-vindo 😉
    Abraços

    • obrigado, ingridi. já curti o seu site no facebook, vou acompanhar. há outras postagens aqui no blog sobre nossa língua portuguesa, como por exemplo o uso do verbo intermediar, que é uma tremenda armadilha e todo mundo usa errado. abraço,

  6. Carlos disse:

    Olá senhor Zé luis, tomei a liberdade de usar essa explicação. Se houver algum problema é só me avisar que retiro.

  7. Altair Perondi disse:

    NA EDIÇÃO DESTA SEMANA, A REVISTA VEJA PUBLICOU MATÉRIA USANDO O VERBO EMPRESTAR ERRADAMENTE. É UMA MATÉRIA SOBRE VAZAMENTO DE ÓLEO NO LITORAL DO RJ. APÓS LER A MATÉRIA, RESOLVÍ FAZER UMA BUSCA NA NET, POIS COMECEI A TER DÚVIDAS SOBRE O ASSUNTO.
    REALMENTE LAMENTAVEL.
    OBRIGADO PELO ESCLARECIMENTO.

  8. mairon disse:

    Ótimo, adorei pena que muitos que tem penetração maciça em nossos lares como telejornais, às vezes é o único contato com cultura a maioria não tem o hábito da leitura o que é uma pena, pôr exemplo acabei de assisti uma reportagem na Rede Globo com o péssimo uso do verbo, ficando com significado dúbio, onde o repórter deveria ter dito que uma senhora PEGOU emprestado, EFETUOU um empréstimo, invés disso disse a barbaridade de ele “emprestou” totalmente sem sentido, é triste ver um grupo que se juga com padrão de excelência, diariamente espalhar esses e outros erros, é aquela história existe a língua é bela, custa alguma coisa ter cuidado com a última flor do Lácio.

  9. Isso da confusão com o verbo emprestar me escandalizou mais quando vi em um livro (excelente, por sinal!) que fala sobre línguas ocidentais, suas origens, etc. O tradutor do tal livro utiliza o verbo emprestar da seguinte forma: “Não se conhece bem o que o latim emprestou do céltico, pois sabe-se pouca coisa do gaulês dessa época…”. No caso aí, seria “o que o latim tomou emprestado do céltico, ou seja, os ‘empréstimos’ do céltico ao latim”. Depois, falando das línguas germânicas, segue: “Se, bem cedo, o alemão emprestou muito do latim, foi no entanto do francês e do inglês que essa língua mais o fez.”
    Fiquei tão boba com estes erros que os ‘corrigi” com caneta (coisa que nunca faço em livros que tomo emprestado de bibliotecas) mas, no decorrer do livro (mais de 400 páginas), este erro se repete tanto que desisti de “revisar”… Realmente, não custa ter cuidado com a última flor do Lácio…

  10. eliseu disse:

    Prezado Zé, beleza? Para você que vem contribuindo com nossa língua, deixo duas dicas boas para seu blog… Um é o uso incorreto do verbo ver. Como exemplo: “se você vir meu pedido, atenda”. A grande parcela de pessoas cultas usam o ver ao contrário do vir. Obviamente, como no caso de: “se você sonha” e “se você sonhar”, temos também: ” se você vê” e “se você vir”.
    A segunda dica é o tal do: “você é orientaNdo de quem”. O tristeza….
    Grande abraço

  11. PetSloth disse:

    Qual seria a forma correta?
    – Você pode pegar este livro emprestado comigo.
    – Você pode pegar esse livro empretado de mim.

  12. Estevão disse:

    Puxa Zé muito legal sua abordagem, em alguns luagares do Brasil, tipo Amazonas é comum as pessoas falarem e escreverem assim, então voce os corrige e ainda não percebem o erro. E tem algumas situações ilariantes, por exemplo: Eles pedem para trocar uma nota de r$ 50,00, e falm destroca para mim…

    • as palavras vão assumindo significados regionais mesmo. por exemplo, no Ceará, quando tem duas pessoas brigando, eles ficam em volta e usam o termo “desafasta”, querendo dizer “afasta”. Um colega cearense falou isso uma vez, e eu disse a ele que desafasta significa empurrar um prá cima do outro, aí é que ele pensou no significado real. foi até engraçado.

  13. Mariano disse:

    Excelente artigo, mas eu tenho ressalva. o artigo da revista época: “chegou até a emprestar dos Estados Unidos aquele dinheiro..” pela minha consulta ao dicionario entendo que esteja correta. No Aurélio ao final do significado do verbo emprestar ele faz a seguinte colocação: T. i e c 6 – que é o sexto significado, e a sigla significa Transitivo indireto e circunstancial – Tomar emprestado, e dá o exemplo: “Emprestou do sogro 2 milhões”. De forma que a colocação da revista época está correta e usado dessa forma significa tomar emprestado.

    • de fato, Mariano. olhando agora no Michaelis, também aparece essa forma. essa é uma forma que, até onde eu sei, que pegamos emprestada do norte e nordeste do país, onde falam desta forma.
      obrigado pela visita,

      emprestar
      em.pres.tar
      (em2+prestar) vtd 1 Confiar, dar alguma coisa a outrem com a obrigatoriedade de restituição: Emprestou um livro ao colega. Emprestei-lhe várias quantias. vti e vint 2 Fazer empréstimo: Emprestava sobre hipoteca. Só emprestava de dez mil dólares para cima. vtd 3 pop Receber por empréstimo: Emprestava livros dos colegas.

  14. Samya Rayane disse:

    Eu sei que o comentário ébem antigo,mas eu tenho uma dúvida, se possível queria uma resposta; por exemplo:
    Emprestaram – me/lhe os livros.
    Significa que alguém pegou emprestado de mim ou alguém me emprestou os livros? )

  15. Andreia Mobrize disse:

    Hoje li um artigo da Biblioteca do Parque Villa Lobos que dizia que os pais poderiam emprestar um kit utilizado na biblioteca para reproduzir a atividade em casa. Como eu ja tinha lido na própria biblioteca que todos podem emprestar livros para ler em casa, fiquei em dúvida! Será que uma biblioteca erraria a maneira????? Pois é… estou vendo que sim.

    • Oi Andreia. Está errado, como você percebeu. O correto é “os pais poderiam tomar emprestado…”. Na língua inglesa essa ambiguidade não ocorre, porque existem dois verbos, borrow e lend. Borrow é o nosso “tomar emprestado” e lend é o “emprestar”.

  16. josé nascimento vidal disse:

    Jose , peguei emprestado de alguém ou com alguém?

  17. PAULO disse:

    Meu muito obrigado pela explicação, não tinha duvidas mas! como tudo muda vamos ver se não estou desatualizado então consultei no google, essa duvida a palavra emprestar e seu uso e você, como um bom colaborador dessa grandiosa plataforma ajudou em muito a esclarecer esse erro “tal empresa emprestou a tecnologia da outra empresa” ERRO
    A empresa pegou emprestado CORRETO
    Porque essas invenções no vocabulário, será que é o costume na tradução de literatura estrangeira ?

    • É isso, Paulo. Nossos jornalistas erram demais, infelizmente, e vemos o verbo emprestar sendo usado errado o tempo todo. Ajudam a piorar nossa língua enquanto deveriam ser os mais corretos. No inglês por exemplo, são dois verbos: borrow, que corresponde ao nosso tomar emprestado, e o lend que corresponde ao emprestar. Um verbo para cada lado, elimina a ambiguidade. Nossa língua é muito ambígua. Obrigado pela visita e pelo comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: