Educação, a variável mágica…

As noticias sobre mudanças sociais e sua associação com melhoria econômica no mundo todo estão aparecendo com mais frequência e, felizmente, o Brasil agora acompanha o movimento. A chamada mobilidade social é hoje parte da nossa realidade brasileira, demoramos para chegar lá, e não existe mágica. Estamos, finalmente, atuando firme na única variável que, sozinha, consegue fazer a maior parte do milagre: educação! Exemplos pipocam cada vez com mais frequência, e a história se repete: bons alunos, oriundos de setores economicamente menos favorecidos da sociedade, sobem na pirâmide social seguindo a trilha da educação.

A revista Exame 994 (15/06/2011) trouxe um artigo muito bom sobre esse assunto, “De Mauá ao MIT”, da jornalista Alexa Salomão, cita os exemplos de Dejanir Silva, de Mauá-SP, de origem humilde que se formou em Economia e fez mestrado ambos na USP, e agora segue para o doutorado no poderoso MIT (Massachussets Institute of Technology), e de Marivaldo Pereira, filho de uma diarista e de um pedreiro, foi criado na periferia da capital paulista,  é advogado com mestrado em Direito pela USP, é hoje Secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, em Brasilia. Também não posso deixar de citar o exemplo do nosso Ministro do STF, Joaquim Barbosa, cuja trajetória está descrita em um verbete na Wikipedia, vejam aqui. Aqui mesmo no blog tenho uma postagem antiga, Cotas: são mesmo necessárias?, em que cito outro exemplo.

A ascensão na pirâmide social se dá principalmente pela educação, e a regra é: um individuo sobe na pirâmide quando alcança um nivel de educação maior que o de seus pais. “Há um ganho imediato quando alguém deixa de ser trabalhador rural para ser operário ou motorista”, cita o artigo (isso ajuda a explicar o êxodo rural, as oportunidades estão nas cidades e não no campo). Nosso nível de analfabetismo caiu de 17 para 10% nos últimos 20 anos, e na classe C os mais jovens têm  cerca de 10 anos de estudo em média, indicativo de que quase 100% concluem o ensino fundamental. Hoje, quase 70% da nossa população está mudando de classe social, um indicador muito favorável.

Ainda temos nossos indicadores negativos, mostrando trilhas a serem seguidas e melhoradas. De cada 10 alunos que ingressam na escola pública, apenas 3 concluem o ciclo fundamental com proficiência em português, 1 conclui o fundamental com proficiência em matemática, 5 concluem o ensino básico, e apenas 1 conclui a universidade (dados da Exame994). Em termos de mobilidade social, numa escala que vai de 0 a 1, a Colômbia ocupa o nível mais baixo com 0,23, o Brasil em seguida com 0,31, seguido pela Malásia com 0,37,  a Alemanha com 0,47, os EUA com 0,48 e o Chile em sexto lugar com 0,65. Ou seja, ainda estamos no inicio do caminho de subida, vendo os primeiros resultados de um esforço ainda tímido.

Lembro aqui o senador Cristóvam Buarque e sua intransigente defesa da educação acima de qualquer outro investimento. Quando candidato a presidente nas últimas eleições, ele adotou um único tema de campanha: educação, tudo pela educação em todos os níveis.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com: , ,
Publicado em Educação, Social, Sustentabilidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: