O cemitério de Praga

Terminei de ler o parrudo O cemitério de Praga, a mais recente obra do consagrado Umberto Eco. Inicialmente, até pensei que fosse algum livro sobre mistérios sobrenaturais, ambientado em um cemitério. Mas não é nada disso, ao contrário, tem muito pouco ou quase nada de cemitério, que é apenas um cenário usado para desenrolar a trama principal do livro. Esse livro segue a sequência das obras do Umberto Eco sobre sociedades secretas e sua atuação na politica e na sociedade, iniciado com O Nome da Rosa (1980), seguido pelo O Pêndulo de Foucault (1988) e pelo O Cemitério de Praga (2011).

A estória se desenrola na Europa do século XIX, principalmente na cidade de Paris. Segundo o próprio autor, a única parte inventada do livro é o protagonista, Simone Simonini, que é o artífice de estórias impensáveis que circulavam na época, espalhando dúvidas, discórdias e provocando quedas e ascensões de grandes personagens. Todos os demais personagens existiram e as estórias contadas no livro são verdadeiras, com registro histórico revelado pela pesquisa do autor ao montar a estrutura do livro.

Extraindo da capa trazeira do livro: “Personagens históricos em uma delirante trama. Trinta anos após O nome da rosa, Umberto Eco nos envolve, mais uma vez, em uma narrativa vertiginosa,  na qual se desenola uma história de complôs, enganos, falsificações e assassinatos, em que encontramos o jovem médico Sigmund Freud (que prescreve terapias à base  de hipnose e cocaína), o escritor Ippolito Nievo, judeus que querem dominar o mundo, uma satanista, missas negras, os documentos falsos do caso Dreyfus, jesuítas que conspiram contra maçons, Garibaldi e a formação dos Protocolos dos Sábios de Sião“.

O volume de informação passado pelo livro é impressionante, tem que ir lendo devagar, verificando alguns fatos na internet, para ir digerindo devagar. Vale a pena ler, como de resto, todos os demais livros do Umberto Eco também.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com:
Publicado em Dicas, Livros
3 comentários em “O cemitério de Praga
  1. Genilton Barbosa disse:

    Oi Zé Luis, eu sempre fico feliz por saber que um profissional da nossa área também pode apreciar literatura nao técnica. Acho que o interesse por outras áreas amplia a visão da gente. A lista de livros que eu quero ler já está um pouco grande, mas vou incluir nela o “Cemitério de Praga”. Umberto Eco realmente tem um estilo fascinante.

  2. Flávio O. Sousa disse:

    Valeu pela dica. Vou ver se encontro algum sebo aqui em Viçosa embora tenha alguns livros pendentes que já estão na minha estante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: