Bagagem de bordo

Bagagem de bordo é aquela que a gente pode levar dentro da cabine do avião, quando em viagem. Claro, todo viajante sabe disto, não é novidade. Existem padrões internacionais para esse tipo de bagagem, estabelecendo dimensões, peso e quantidade tanto para a bagagem de bordo quanto para aquela a ser despachada. Normalmente, o passageiro pode levar um ítem pessoal (bolsa, laptop, travesseiro, etc.) e uma mala pequena, que deve ser acomodada no compartimento de bagagem acima da poltrona. Essa mala pequena pode ter, no máximo, 56cm de comprimento, 36cm de largura e 23 cm de espessura/altura, sendo que a soma destas dimensões não pode ultrapassar os 115 cm. Existe também uma restrição de peso, que é de 7 kg, mas em vôos internacionais, as companhias fazem vista grossa e permitem um pouco mais, uns 10kg que nunca são verificados. Normalmente, as companhias usam um gabarito, uma armação de ferro, para verificar se a mala de bordo está dentro do padrão, ela tem que entrar e sair do gabarito sem problemas. Regras semelhantes existem também para as malas a serem despachadas, tanto para as dimensões quanto para o peso.

ba2_bags_dimMas com relação a bagagem de bordo, nada disso é verificado, eu nunca vi ninguém ser impedido de entrar na cabine por causa da bagagem de mão. Talvez um ou outro caso mais exagerado, em que o passageiro tenta levar uma mala daquelas caprichadas, pesando uns 20kg, fica retido e a bagagem tem que ser despachada. O resto vai no olhômetro mesmo, e ai começam os problemas. Malas que não cabem no espaço reservado a elas acima das poltronas, e que os passageiros marretam até caberem completamente, entupindo o espaço e certamente tirando espaço de outros passageiros. Principalmente nas viagens de volta ao Brasil, notoriamente aqueles vôos que saem de Miami, lotado de gente que foi lá fazer compras, aquele monte de malas a despachar como excesso de bagagem, e a mala de mão barriguda e pesada.  Como a entrada na cabine é feita ordenadamente, por setor do avião, quem fica no último grupo invariavelmente não consegue acomodar sua bagagem, mesmo que esteja muito dentro das regras, porque os maleiros já vão estar entupidos. E ai começa a zona, comissários de bordo tentando ajeitar a bagagem que sobrar, vão abrindo os maleiros e vão empurrando para tentar abrir espaço, muitas vezes o passageiro vai na rabeira do avião e sua bagagem de mão tem que ser acomodada lá na frente. Correndo risco, porque sabe-se lá quem é que está dentro do avião, que pode perfeitamente abrir sua bagagem para tirar alguma coisa, ou até mesmo para colocar lá dentro algo comprometedor (esse é o pior problema, eu acho).

Eu vi essa verificação ser feita rigorosamente apenas uma vez, num checkin de um vôo da AerLingus, empresa irlandesa, no embarque em Barcelona para o vôo até Dublin. Toda bagagem de mão tinha que entrar no gabarito, senão teria que ser despachada. E eu estava com uma maleta dentro dos padrões de tamanho e peso, e não é que a desgraçada entalou no gabarito, porque é de material duro e meio barriguda na parte baixa, resolvido sem problemas. As companhias aéreas erram muito nesse particular, porque não verificam as normas de bagagem de bordo, e permitem os excessos, que vão causar transtornos para os passageiros que estão com a bagagem dentro do padrão estabelecido.

Sempre viajamos dentro das normas, a bagagem de bordo sempre é uma mochila dentro das dimensões e peso permitidos, para evitar aborrecimentos. Mas, olhando os demais da fila de embarque, a gente mais uma vez acaba se sentindo um trouxa, idiota seguidor das regras que ninguém segue, e que não são verificadas por ninguém. Mas, já estamos acostumados a isso aqui no Brasil, pois seguir a regra estabelecida passou a ser a exceção, o certo passou a ser errado e o errado passou a ser exemplo. Se reclamar, você ainda é mal visto tanto pela tripulação quanto pelos passageiros!

Nota: a imagem acima foi tirada do site da American Airlines.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com) (from Viçosa, MG)

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com: , ,
Publicado em Reflexões, Viagens, ZeRaivoso
4 comentários em “Bagagem de bordo
  1. nilsonfelipe disse:

    Já tinha notado algumas malas um pouco grandes demais em maleiros de aviões, mas como voo pouco e não tenho olho muito bom pra tamanho, achava que elas se encaixavam nas normas. Mas muito pior do que nos aviões é nos ônibus. Tem gente que literalmente traz uma mudança no bagageiro, atrapalhando todo mundo. Já quase perdi um violão numa dessas.

  2. Olá Zé Luis ! Concordo completamente com tudo o que vc disse e eu também me sinto esse trouxa idiota a que vc se referiu, pois me preocupo com as dimensões da bagagem. Mas em recente viagem pela Patagônia (Argentina e Chile), tive minha mochila extraviada ! Por sorte eu estava desembarcando em Confins, ou seja, no retorno para casa. Foram 3 dias de telefonemas e pressão sobre a AEROLINEAS ARGENTINAS para ter minha bagagem de volta. Curioso foi minha reação de extrema satisfação e agradecimento quando trouxeram a mochila até a minha casa ! Uma total inversão de valor. Eu estava satisfeito porque resgataram uma bagagem que eles perderam ! Por essas e outras (danos à mala, roubo, etc) faço parte agora, daquela turma que tenta a todo custo embarcar a bagagem mesmo fora do padrão para evitar o transtorno, segundo os funcionários da empresa aérea: “muito comum nos aeroportos pelo mundo!” Imagine se isso acontece na ida ! Eu chegando em El Calafate, frio próximo do zero e nenhuma roupa apropriada ! Grande abraço e quando puder visite o post sobre essa viagem – http://www.alessandrotocafundo.com

    Grande abraço !

    • Acho que uma solução seria assumirem que é mais interessante o passageiro levar apenas uma mala de bordo um pouco maior, e não levar bagagem despachada, para viagens curtas. E ai mudem o padrão das malas de bordo. Obrigado pela visita, Alessandro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: