2016 foi ruim? Feliz 2017!

20172016 foi um ano ruim? Ao invés de fazer aqui uma análise do ano que passou, polarizada pelo meu entendimento dos fatos e meus próprios valores ou semântica, vou enveredar por outro caminho. Entendo que como seres humanos, devemos usar extensivamente nossa capacidade única de crescer e aprender na medida em que vivemos a vida. Não nascemos com modelos e reflexos pré-estabelecidos como os demais animais da natureza (exceto o da alimentação), não temos predadores naturais e não temos capacidade de sobrevivência autônoma no mundo assim que nascemos. Nosso processo é mais longo, e dependemos de outros seres humanos (pais inicialmente, depois a rede se expande) para nossos passos pela vida afora. Somos seres sociais, políticos.

Olhando para 2016 que já ficou no passado, enxergo que foi um ano rico em aprendizado para todos nós. Muita informação foi gerada, muitas oportunidades de aprender com nossos próprios erros e acertos. Nossos governantes fizeram um monte de merda, maracutaias mil, erramos na escolha de nossos representantes legislativos e executivos. Um mar de dinheiro foi desperdiçado, desviado e pessimamente mal usado em benefícios que nem sabemos direito quais foram. O que sabemos é que educação, saúde, miséria, fome e outras mazelas não foram resolvidas, ao contrário pioraram e muito nos últimos 15 anos ou mais. Isso se enxergarmos apenas internamente, mas o mundo nos ensinou muito em 2016, quem não se entristece ao ver a guerra na Síria, os refugiados, as mortes no mar, as mortes de fome?

Independente de análises, parcialidades, interpretações com viés etc. que possam ser feitas, o que interessa é que tivemos em 2016 uma enorme oportunidade de aprendizado. Isso sim, nos permite adquirir informação que se transforma em conhecimento em algum momento, em um processo dinâmico e infinito enquanto estivermos por aqui na terra. Isso enriqueceu demais nossa capacidade de enxergar os fatos e saber analisá-los, separando as falsidades e exageros. Escolher fontes confiáveis de informação não é tarefa fácil, e eu considero que temos que pelo menos inicialmente, ler de tudo, até termos um filtro semântico (dinâmico) para entender melhor a realidade.

E ai estamos em 2017, esperando que esse ano seja um ano melhor que 2016. Mas, isso não vai acontecer por inércia, sem nossa participação. E é aí onde a porca torce o rabo: se não nos reinventarmos a cada novo ano, se não crescermos como seres humanos e aproveitarmos as oportunidades de crescimento, todos os anos vão ter a mesma cara, nosso mau humor não vai mudar, vamos ficar na ranzinzagem de sempre, reclamando de tudo e de todos. Criticar é muito fácil, principalmente sem conhecer os fatos completamente. Ficamos enraivecidos com informação rasa e manipulada, sem buscar fonte confiável. E pior, mandamos notícias falsas e sem base adiante nas redes sociais, sem verificar a veracidade e sem ler o conteúdo.

Então, fica um desafio: que tal usarmos melhor nosso cérebro e nosso potencial, e junto com as reclamações mandarmos adiante também as soluções para nossas reclamações? que tal agirmos positivamente para mudar o que estiver ao nosso alcance?  Reclamar no Facebook não resolve nada, fica tudo do mesmo tamanho, a realidade precisa de ação para ser alterada.

Feliz 2017!

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com) (from Belo Horizonte, MG)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com:
Publicado em Natal e Ano Novo, Reflexões
2 comentários em “2016 foi ruim? Feliz 2017!
  1. Paulo Sales disse:

    Boa Zé!
    Feliz 2017!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: