V2V: a rede veículo a veículo

Seguindo os passos dos veículos autônomos, carros sem motorista, etc., começam a aparecer ainda em estágio experimental novos avanços tecnológicos que vão tornar o futuro mais confiável e mais confortável para o ser humano. A ideia é promover a comunicação entre veículos, que poderão trocar informações valiosas entre si, também de maneira autônoma. A comunicação veículo-a-veículo, ou V2V, é habilitada por uma rede sem fio dedicada e de  uso específico, de alcance restrito em torno de 300 metros (1000 pés) ou, em termos de tempo, 10s em velocidade normal para boas estradas. A tecnologia a ser usada (pelo menos nas pesquisas) são as comunicações dedicadas de curta distância (DSRC – Dedicated Short Range Communications), um “wifi like” que não usará as frequências tradicionais de wifi disponíveis.

bmw_3d_car2car_cityscenarioNo estágio atual, a tecnologia está em desenvolvimento na University of Michigan em Ann Arbour. Os testes estão sendo feitos em uma auto-estrada em Ann Arbour, com a instrumentação necessária instalada em um trecho de 73 milhas (121 km). Oito fabricantes participam dos testes com 2500 veículos devidamente equipados para permitir a comunicação.  Os dados a serem trocados entre os veículos são (lista inicial): velocidade do veículo, posição e direção do veículo, tipo de marcha (acelerando, marcha normal ou desacelerando), freios acionados, mudança de faixa de trânsito, controle de estabilidade, limpadores de párabrisas ligados, posição da marcha do carro, etc.  Com esses dados disponíveis para cada veículo, já com a frota atual equipada com hardware e software específicos em parte já disponíveis nos sistemas multimídia que já se tornaram comuns, será possível avisar aos motoristas de acidentes adiante, chuva, queda de barreiras, neve, necessidade de diminuir velocidade, etc.  Isso por enquanto, pois quando os carros autônomos estiverem nas estradas em número suficiente, as correções necessárias poderão ser feitas de maneira autônoma, sem intervenção do motorista.

Claro que os questionamentos já estão surgindo, pois há riscos enormes envolvidos. Por exemplo, a segurança desta tecnologia de comunicação DSRC. Os veículos ficarão mais vulneráveis? Serão um convite aos crackers, que poderão invadir os veículos diretamente afetando seu funcionamento, acionando freios, acelerando e outras desgraças?  São problemas que vão surgindo na medida em que a tecnologia vai ficando disponível, e vão ter que ser resolvidos antes de irem para a rua (preferencialmente), pelo menos no que for possível antever. Infelizmente, não temos disponível ainda um modelo da “mente do mal” que permita mapear antecipadamente todas as desgraças que possam acontecer. Digo “ainda” porque certamente em algum momento esse modelo vai estar disponível, podem apostar.

Segundo estimativa da GM, a tecnologia será efetiva quando 25% da frota estiver equipada e rodando nas estradas.

Artigo base para esta postagem:   V2V: What are vehicle to vehicle communications…?

A figura utilizada acima foi extraída do V2V:…, ilustração feita pela BMW que é um dos fabricantes que participam do projeto.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com) (from Viçosa, MG)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com:
Publicado em Economia, Social, Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: