Vesícula

A vesícula é uma pequena bolsa, localizada logo abaixo do fígado, próximo às costelas do seu lado direito do corpo (vejam a figura ao lado) que tem a função de armazenar e jogar bile, um líquido pastoso formado predominantemente por colesterol, bicarbonato e pigmentos, no duodeno para ajudar na digestão de alimentos gordurosos.  A bile é formada no fígado que se comunica com a vesícula, e a bile fica lá esperando sua vez de ser usada. Quando a dieta é pobre em gorduras  a saída da vesícula para o duodeno fica fechada. Com o tempo, a bile vai se endurecendo e forma os famosos cálculos biliares, enormes (normalmente) e causadores de problemas. Esses cálculos acabam por se alojar vesiculana saída de bile para o duodeno, represando tudo dentro da vesícula que incha, e aí acontece o que ninguém quer: crises de dores na vesícula. Exames de ultrassom abdominal de rotina mostram a vesícula e sua estrutura. Quando chega no ponto de estar com muitos cálculos e barrando a saída da bile, é a hora de tirar a vesícula, que perde sua função original, e vai ficar provocando crises. Existem procedimentos externos, não invasivos (como a litotripsia extracorpórea usada para bater e quebrar cálculos renais), que podem ser usados, mas se funcionarem, será por pouco tempo, os cálculos vão se formar novamente e o problema vai persistir. Segundo os médicos, o caminho seguro é tirar a vesícula.

Como eu já tenho meus cálculos renais (vejam aqui no blog) e o processo é parecido, conheço os sintomas das horríveis crises renais, já tive várias, expeli vários cálculos e tive que ir para bloco cirúrgico algumas vezes fazer extração de outros tantos. Mas a vesícula me enganou completamente.  Uma vez de que me lembro foi em 2014, abdômen inchou de repente, doendo demais, tomei remédio para dor (Buscopan mesmo) e não adiantou nada, levou um tempão para passar. Tive outra mais recente, pior que a primeira, desta vez inchou tanto o abdômen que chegou a provocar dor na coluna. Não consegui identificar a causa da dor, tinha certeza de que não era crise renal, pois já tive várias e essa eu conheço bem. E também como nas crises renais, remédios para dor adiantam pouco, a dor é persistente e chata demais. É possivel que outras crises mais brandas tenham acontecido e eu não percebi, sem contar a sensação de lotado e abdomen inflado com regularidade após as refeições. E olhem que nem como carne vermelha, só frango. Gorduras, nem pensar, já faz um bom tempo que reduzi meu consumo ao inevitável. Nada frito.

Nos exames anuais de rotina (faço todos os anos desde meus 40 anos), cardiologista e urologista pelo menos, e outras especialidades quando há indicação, a vesícula apareceu no ultrassom repleta de cálculos, indicação de remoção já pelo médico que fez o ultrassom. Daí para constatar que de fato a cirurgia era mesmo o indicado, marcar a cirurgia e extrair a vesicula foi um pulo. Data é só marcar que ela chega rápido, já repararam nisso? No dia 3 de março, anteontem, tirei a vesícula finalmente. Por videolaparoscopia, um procedimento de baixo risco e alto benefício, apenas quatro pequenos furos na região próxima da vesícula, e em pouco tempo, estava livre ela. Anestesia geral, quando dei por mim, já estava na sala de recuperação com o problema resolvido, meio sem saber o que tinha acontecido. Detalhe, sala lotada de pacientes em recuperação. Aqui em BH, no hospital LifeCenter. A recuperação é muito boa, ontem mesmo, dia 4, já tive alta e vim para casa, sem problemas.

Não tem jeito de passar pela vida sem ir deixando pedaços do corpo pelo meio do caminho. O corpo humano vai envelhecendo, não tem como parar esse processo e deixar o corpo sempre jovem (por enquanto!) e sem problemas. Certamente vou ter melhora sensível na digestão de alimentos, as crises vão sumir. A bile continua a ser pingada no duodeno, mas sem passar pela vesícula. Dieta sem muita restrição, apenas não exagerar nas gorduras (o equilibrio deve ser sempre a nossa meta, nada de exageros com nada). De quebra, ainda emagreci uns 100 gramas (peso aproximado da vesícula),  isso é lucro.

Quis deixar esse depoimento pessoal aqui no blog, como fiz com meus problemas com cálculos renais. Sei que ajuda muita gente que procura um depoimento menos técnico para entender seus próprios problemas de saúde. Mas, não se esqueça, se tiver algum sintoma como eu descrevi aqui, procure seu médico, nada de iniciativa própria. Recomendo este artigo aqui do MDSaude sobre pedra na vesícula, está tudo ai com mais fotos.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com) (from Belo Horizonte, MG)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com:
Publicado em Saúde, Tecnologia
4 comentários em “Vesícula
  1. Roberto Amin disse:

    Puxa vida, Zé Luís! Pensei, no início, que vc estivesse descrevendo uma história real de terceiros! Melhoras para você. Espero que breve vc se esqueça que sofreu cirurgia.
    Um abraço.

  2. daniellainacio disse:

    Meu pai é o único caso que conheço que tinha uma vesícula repleta de cálculos e nunca teve crise, nunca sentiu dor, nadica de nada. Descobriu por acaso, num exame de rotina. E ele fez a cirurgia igual a sua e não sentiu dor nenhuma na recuperação. Daí, indicamos a cirurgia pra minha sogra, dizendo que não tinha dores e tals. Ela fez a cirurgia e quase morreu de tanta dor no pós operatório. Depois foi a vez da minha mãe ser enganada. Ela também sentiu muita dor. Das duas uma: ou o meu pai é um mutante que não sente dor ou a “culpa” é da barriguinha enxuta que ele tem… rsrsrsrs

    Melhoras pra você, Zé! Ótima recuperação. E me conta se sentiu dores no pós operatório.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: