Aula da saudade, julho 2011: CONEXÕES

“Enchi a CANECA, virei na BIBLIOTECA, e em JULHO tô de BECA”

Conexões

A revolução das redes vem acontecendo há muito tempo, e somente agora essa revolução está mais visível pelas facilidades proporcionadas pela internet e seu uso disseminado. O conceito mudou um pouco, saindo do foco de redes de computadores, para redes de modo geral, de qualquer tipo e para qualquer finalidade. Para esse contexto, uma caracterização mais moderna e de que gosto mais é “A rede é um padrão organizacional que prima pela flexibilidade e pelo dinamismo de sua estrutura; pela democracia e descentralização na tomada de decisão; pelo alto grau de autonomia de seus membros; pela horizontalidade das relações entre seus elementos. Todos partilham o mesmo grau de poder, que é diluido.” Já temos disponiveis modelos gerais, obtidos matemáticamente usando técnicas de indução, que mostram que todas as redes seguem um padrão parecido, com o tempo passam a ter vida própria, assumindo até certo ponto controle sobre sua evolução. Ameaçador? pode até ser, mas é assim que o mundo atual funciona, o mundo plano, sem fronteiras e sem barreiras (em termos). E  é nesse mundo que vocês vão mergulhar em seguida, assim que receberem o diploma e forem para o mundo real.

Antigos conceitos são obrigatórios e fundamentais no século XXI. Localização, horário de trabalho, relações trabalhistas são conceitos que já foram ou estão sendo adaptados aos novos tempos do mundo plano e sem fronteiras. O trabalho passou a ser 24×7 (24 horas, 7 dias por semana), enquanto se dorme no ocidente,  trabalha-se no oriente e vice-versa. Seus relacionamentos vão definir em grande parte o rumo da carreira, da vida profissional e até da vida particular. As conexões passam a assumir um papel importantissimo, sem conexões não há como sobreviver. O trabalho tende a ser organizado como uma rede social, em que cada um contribui com o que mais sabe, e ninguém pode saber tudo. É importante ter um visão do todo, mas é muito importante ser muito bom e ter competência de execução em alguma área especifica.

Novos conceitos surgem e estão ganhando força, baseados na ideia de coletividade. Como por exemplo, o crowdsourcing que é um modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos e voluntários espalhados pela internet para resolver problemas, criar conteúdo e soluções ou desenvolver novas tecnologias. Peça e ofereça ajuda para realizar as coisas coletivamente. Vejam o portal Connect and Develop, da Procter&Gamble, que faz a conexão entre problemas que a empresa precisa resolver com os profissionais que têm conhecimento para resolvê-los e que não necessariamente trabalham na empresa. Tudo feito via o portal, inclusive honorários em pagamento pelos eventuais serviços. Usando aqui as palavras do prof. Silvio Meira: “a rede é o lugar para você acessar quem sabe o que você não sabe e quem é capaz de executar aquilo que você não é capaz de executar”. Outro conceito é o de crowdfunding ou “vaquinha virtual”, usado para conseguir recursos financeiros de muitos interessados em investir em inovações e novos empreendimentos. Cada um investe o que pode, em algum momento a ideia consegue os recursos necessários para ser colocada na rua, todo mundo passa a ser sócio do empreendimento. O portal CriaGlobal, por exemplo, faz a conexão entre os inovadores com uma idéia e os profissionais que podem ajudar a resolve-los, na mesma linha da Procter&Gamble, só que não é especifico. Um exemplo de portal para crowdfunding é o fundo Catarse, que faz a conexão entre a sua ideia inovadora e os possiveis interessados em financiá-la no modelo de vaquinha virtual.

Algumas tendências apontadas pelas pesquisas demográficas devem ser levadas em consideração por vocês. Por exemplo, os mais jovens não consideram mais o dinheiro (salário) como o único e maior objetivo: 90% dos jovens entre 18 e 24 anos priorizam satisfação pessoal e relevância social, ascender rapidamente e ganhar muito dinheiro não é prioridade para 6 em cada 10 de 3000 entrevistados. Mais resultados da pesquisa, na mesma amostra de 3000 entrevistados: 74% gostariam de trabalhar em um lugar com mais trocas entre pessoas, 90% gostariam de ter uma profissão que ajudasse a sociedade, 62% acham que quem ganha muito tem que pensar no próximo e 41% consideram satisfação o fator mais importante no trabalho (dados extraidos da Revista Exame, Edição 994, 15/06/2011: Eles não querem só dinheiro, pag. 90-95). Eu que acompanho essa evolução, posso afirmar que muita coisa mudou, e muitos profissionais estão sendo pegos de surpresa.

Finalizando, não deixem de se atualizar sempre, conhecimento se esvai rápido na área tecnológica. Não descuidem das redes, sejam cooperativos e colaborativos, pratiquem o trabalho social voluntário quando possivel, coloquem a família em primeiro lugar sempre, o resto vem em seguida. E mais uma vez, obrigado pelo convite para a aula da saudade, que sempre aceito com prazer.

Referências

Linked, O mundo é planoEconomia da colaboração: Wikinomics,

-Esta aula da saudade foi parcialmente inspirada no artigo da Revista VocêS/A, Edição 156, Junho 2011: O poder das conexões, pag. 26-33.

-As transparências da aula da saudade estão disponiveis no SlideShare, aqui.

(este artigo foi escrito por zeluisbraga, e postado no meu blog zeluisbraga . wordpress . com) (this post is authored by zeluisbraga, published on zeluisbraga . wordpress . com)

Anúncios

Consultor Independente, Treinamento Empresarial, Gerência de Projetos, Engenharia de Requisitos de Software, Inovação. Professor Titular Aposentado, Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. Doutor em Informática, PUC-Rio, 1990. Pós-Doutoramento, University of Florida, 1998-1999

Marcado com:
Publicado em Educação, Empreendedorismo, Reflexões
Um comentário em “Aula da saudade, julho 2011: CONEXÕES
  1. Leo disse:

    oi Zé, o ultimo parágrafo merece ser colocado em negrito. chamou-me também a atenção o “trabalho social voluntário”. que tal incluir o trabalho voluntário profissional? já participei de algumas iniciativas e acho importante lembrar ao pessoal sobre isso. abraço, Léo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: