Arquivos do Blog

Transformação Digital – II

O que fica claro em todas as revoluções tecnológicas que fazem parte da nossa história, é que adotar ou não uma nova tecnologia é uma questão de tempo. Novas tecnologias têm um tempo ou curva de maturação, de difusão e

Marcado com:
Publicado em Economia, Inovação, Social, Tecnologia

Ready Player One – Ernest Cline

Como leitor de ficção científica de qualidade, o que significa que li boa parte da obra de Isaac Asimov, Arthur Clarke, Jules Verne e H.G.Wells, li esse livro como um grande desafio. De enxergar a ficção científica sob um novo

Marcado com:
Publicado em Ficção, Social, Tecnologia

Vitimas da internet

Antes de entrar no assunto, uma provocação: vocês se lembram do que é fita de vídeo? Deixo o link para a Wikipedia, apenas para dar contexto. E locadora de vídeo, lembram? Já ouviram falar da Blockbuster? Era a maior cadeia

Marcado com:
Publicado em Social, Tecnologia

Privacidade nos novos tempos

Privacidade, entendida como o direito à reserva de informações pessoais e da própria vida pessoal:  the right to be let alone (literalmente “o direito de ser deixado em paz”), sempre foi um atributo ou requisito fundamental na vida de qualquer cidadão.  Com o

Marcado com:
Publicado em Economia, Social, Tecnologia

Economia do compartilhamento

A economia do compartilhamento, ou da colaboração, ou uberização, tem suas origens na produção colaborativa de bens, principalmente software, via o modelo open-source. O sistema operacional Linux e seus ascendentes e descendentes são os mais bem sucedidos exemplos que temos,

Marcado com:
Publicado em Economia, Inovação, Social

Bandersnatch

Ontem assisti a Bandersnatch, novo lançamento da Netflix, na sequência do excelente Black Mirror. Acho que já comentei sobre Black Mirror aqui no blog, é uma série inglesa sobre impactos da tecnologia na vida dos cidadãos comuns. Muito bom, recomendo

Marcado com:
Publicado em Ficção, Filmes, Social, Tecnologia

Passeando no meu passado

Sempre que venho a Belo Horizonte para ficar mais tempo, gosto de dar uma volta pelo centro da cidade. Quando estudei aqui de 1971 a 1976, o centro era preferido pelos estudantes que vinham do interior para estudar na capital.

Marcado com:
Publicado em Opinião, Reflexões, Social